Por que eu não consigo avançar no aprendizado de um novo idioma?

10 de dezembro de 2020
Por  ALEXANDRINE BRAMI

 

Você alguma vez já sentiu ter chegado em um ponto do aprendizado de uma língua estrangeira para além do qual você não conseguia avançar? Ou ainda pensou estar de algum modo regredindo, posto que já não era mais capaz de manter a espontaneidade e velocidade de raciocínio em outro idioma, coisa que, antes, você fazia com alguma facilidade? 

 

Pode já ter acontecido também de você simplesmente ter travado em um momento importante em que você deveria ter conseguido falar em inglês com outras pessoas, fosse em uma reunião de trabalho, ao telefone com um estrangeiro, ou ainda ao encontrar com um nativo anglófono com quem você poderia bater um papo, mas, apesar de todos os seus anos de estudo, você não conseguiu ir muito além do básico “Hi! I’m fine, and you?”. 

 

Apesar de toda a frustração que isso possa gerar na sua trajetória enquanto estudante, saiba que você não está sozinho, e que essa suposta “perda” de nível não é nem irreversível e muito menos sinal de que você não mais poderá evoluir na língua! Na verdade, essa sensação, apesar de muito comum, tem origem em fatores muito específicos do ensino-aprendizado de uma língua estrangeira, os quais não podemos ignorar. 

 

Neste artigo, trataremos, então, de alguns pontos essenciais para a compreensão de quais estratégias você pode adotar para finalmente se ver livre desses entraves que te impedem de desenvolver-se plenamente no idioma desejado. Que tal conferi-las?

 

BUSQUE CONHECIMENTO ATIVO 

O aprendizado de uma língua estrangeira envolve competências passivas, tais como as de leitura e compreensão oral, e ativas, como as de escrita e produção oral. 

É natural que as competências ativas, tais como falar e escrever em inglês, demorem mais a ser adquiridas, pois, para serem consolidadas de maneira efetiva, dependem de um maior e constante investimento do aluno em praticá-las. Assim, não por acaso, quando interrompemos nosso contato com o idioma estudado, são essas as primeiras habilidades que vemos sendo desgastadas com o passar do tempo.

Embora as competências passivas sejam mais fáceis de serem mantidas mesmo longe das salas de aula (afinal, sempre podemos escutar músicas, podcasts, ver filmes e séries no idioma estudado), os conhecimentos ativos demandam maior dedicação e energia para que possam ser exercidos em meio às nossas rotinas que, muitas vezes, pouco espaço têm para produções orais e escritas na língua estrangeira.

Visando, portanto, garantir a manutenção do nível de língua adquirido, ou mesmo superá-lo, é preciso engajar-se ativamente no seu processo de aprendizagem, buscando encontrar ocasiões para que se possa exercitar o conhecimento que foi construído ao longo dos anos e com muita dedicação até aqui. 

Afinal, se não o fizermos, acabaremos, sim, ficando enferrujados no idioma, e consequentemente frustrados, pois lembraremos de tudo o que já fomos capazes de realizar em língua inglesa, e que, no entanto, perdemos por falta de prática e revisão constante.

 

O APRENDIZADO É CONTÍNUO!

É importante que mantenhamos sempre acesa a vontade de aprender e aperfeiçoar nosso conhecimento.

Quando tratamos da aprendizagem de uma língua estrangeira, acomodar-se, acreditando já se ter chegado onde se queria estar no idioma, pode ser um tanto quanto limitador. Você deixa de dar atenção a pontos importantes que poderiam ser aperfeiçoados, e que te ajudariam a tornar-se ainda mais livre e seguro ao comunicar-se em inglês.

Mas, principalmente, ter esse tipo de percepção referente ao seu aprendizado é perigoso, porque faz com que você parta do pressuposto  de que o seu nível de língua é algo estático, para bem ou para mal. 

Com isso, você perde a dimensão dinâmica do seu conhecimento, sem perceber que da mesma forma como você poderia estar avançando e se desenvolvendo ainda mais na língua, você pode igualmente estar se condenado à inércia que, no limite, culmina no desgaste das suas competências linguísticas.

Por isso, estudar, revisar e exercitar seus conhecimentos linguísticos deve ser  um hábito contínuo daqui para o resto de sua vida!

 

O PROBLEMA NÃO É VOCÊ

Acredite, você é capaz de aprender inglês. As dificuldades que eventualmente possam surgir neste percurso definitivamente não revelam em nada sobre sua suposta “inaptidão” para o aprendizado de uma língua estrangeira.

Na verdade, você tem tudo o que precisa para ser um excelente locutor do idioma. Afinal, você está aqui, não está? Buscando informações para se tornar um falante ainda melhor da língua inglesa.

Talvez, o mais importante nessa jornada rumo à tão sonhada fluência seja notar que esses entraves, que eventualmente surgem em seu caminho, têm origens específicas, e que investigá-los, descobrindo o que, afinal, tem causado problemas à sua aprendizagem, já é um excelente começo para que você encontre maneiras alternativas de dar prosseguimento ao seu desenvolvimento linguístico no idioma.

Portanto, não desista! Saiba mais sobre você. Reflita sobre a maneira como você gosta de estudar e aprender, e busque métodos que sejam compatíveis com seu perfil de aprendizagem

 

SEJA IRON ENGLISH, SEJA FAST TRACK

 A Iron English é a escola de inglês 100% online do Grupo IFESP que vai te ajudar a se desvencilhar de todos os entraves que um dia já impediram o seu desenvolvimento pleno no idioma, e caminhar junto a você rumo ao seu sonho de fluência!

Acreditamos que tradição e tecnologia devem andar juntas no ensino de uma língua estrangeira, visando proporcionar uma experiência de aprendizagem significativa, prazerosa e eficiente na vida de nossos alunos. 

E foi pensando justamente em pessoas como você, que precisam destravar de uma vez por todas as competências comunicacionais em língua inglesa, de maneira rápida e efetiva, que criamos o programa Fast Track

Ficou curioso e quer saber mais sobre nossa proposta de curso? Então, clique aqui!

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos.