4th of July: origem e celebração do Dia da Independência dos EUA

2 de julho de 2020
Por  Iron English

No início de Julho, os norte-americanos celebram um dos seus principais feriados nacionais. O 4th of July, também conhecido como Independence Day, representa o nascimento dos Estados Unidos enquanto nação e é, anualmente, comemorado nos quatro cantos do país. 

 

A seguir, conheça mais sobre a origem da data e sobre o modo como ela é festejada!

 

Um pouco de História

Até o fim do século XVIII, as Treze Colônias da América do Norte, como então eram chamados os Estados Unidos, estavam sob o domínio inglês. Mas a relação entre a colônia americana e a metrópole britânica já se mostrava estremecida desde, pelo menos, a década de 1750.

É que, por volta dessa época, a Inglaterra, enfrentando outras nações europeias na Guerra dos Sete Anos, estava economicamente quebrada. Um plano para restabelecer as finanças era necessário e foi assim que o país instituiu uma série de novos impostos sobre os colonos da América do Norte.

Obviamente, o lado americano respondeu com insatisfação. Várias rebeliões marcaram o período e agravaram ainda mais a relação metrópole-colônia, de modo que, em 1775, a situação se mostrou insustentável e deu lugar a um conflito armado. Começou, assim, a Guerra da Independência.

 

4th of July como data simbólica

Embora a guerra tenha acabado em 1781 e a Inglaterra tenha reconhecido a independência dos EUA em 1783, o maior símbolo do nascimento da nação norte-americana remonta uma data anterior.

Acontece que, no dia 4 de Julho de 1776, foi impressa a “Declaração da Independência dos Estados Unidos da América”. O documento redigido por Thomas Jefferson, que mais tarde se tornou o terceiro presidente dos EUA, se fundamentava nos ideais iluministas de liberdade, igualdade e fraternidade. Além disso, rompia, da parte dos americanos, qualquer laço com a metrópole britânica. Era a origem de uma nova nação.

 

A comemoração

Há mais de 200 anos o 4th of July é celebrado pelo norte-americanos, tendo oficialmente se tornado feriado nacional em 1938. No Dia da Independência, as cores da bandeira se espalham por todo o território e os cidadãos participam de uma grande variedade de atividades comemorativas. 

Queimas de fogos e desfiles acontecem na maioria das cidades. E a programação costuma contar ainda com festas de rua, atividades educacionais e vários concertos. 

Também é comum que as famílias se reúnam para aproveitar um delicioso picnic ou, mais tradicionalmente, um churrasco no quintal de casa – sim, daqueles maravilhosos American Barbecues que a gente vê nos filmes.

E, falando em comida, vale citar o famoso torneio de quem come mais hot-dogs em 10 minutos, que ocorre em Nova York todo 4 de Julho. Em 2019, um homem chamado Joey Chestnut foi o campeão, devorando o total de 71 lanches. Dá para acreditar?

 

4th of July e coronavírus

Como visto, as comemorações envolvem grandes ou pequenas aglomerações. Celebra-se em ruas lotadas ou em quintais com a família inteira. Infelizmente isso não será possível em 2020.

Por causa das inevitáveis regras de distanciamento social em tempos de Covid-19, muitos eventos já foram cancelados ou modificados a fim de garantir a segurança da população. 

Porém, a data não passará em branco. Sendo um feriado tão importante, muitas cidades se mobilizaram para promover uma festa adaptada, com eventos e concertos online. Os americanos poderão celebrar a independência em casa, preservando a sua saúde e a de seus compatriotas. 

 

Se chegou até o final do texto, significa que você é apaixonado pelos EUA assim como a gente. E falando na terra do Tio Sam, como anda o seu progresso no estudo do inglês? Você sabia das vantagens em aprender o idioma com tutores nativos? Acompanhe nosso artigo sobre o tema. Nosso blog tem outros textos relacionados ao idioma, não deixe de conferir!

 

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos.