Liderança remota: como tornar sua gestão mais eficiente durante o home office

21 de maio de 2020
Por  Iron English

Com o isolamento social, muitas empresas que, antes, não tinham por hábito dispor do trabalho remoto, já há pelo menos dois meses estão, ou ao menos deveriam estar, dentro de suas possibilidades, se adequando ao teletrabalho e suas especificidades. 

No âmbito da gestão, não seria diferente: ser líder em tempos de Covid-19 tem seus desafios próprios, com os quais muitos podem ainda não estar totalmente familiarizados.

No entanto, dada a novidade do contexto pelo qual estamos passando e as incertezas por ele geradas, já que não temos exatamente uma data limite para o fim da pandemia mundial, aderirmos à prática do home office é algo que, precisamos considerar, talvez não seja assim tão temporário, podendo se tornar um verdadeiro hábito dentro das empresas, que não poderão tão cedo reunir em um único ambiente uma quantidade significativa de pessoas, a fim de evitar aglomerações.

Por isso, há de se pensar estratégias que possam amenizar as dificuldades de gerir uma equipe não só frente à uma crise, mas sobretudo à distância, tornando ao menos este momento um período de grande aprendizado no que diz respeito às diferentes formas de continuarmos nossas atividades com a qualidade de sempre.

Assim, reunimos uma série de dicas para que você, gestor, implementando-as, consiga cuidar do seu time com máxima eficiência e assertividade. 

 

Crie uma cultura de empresa

É realmente desafiador manter uma cultura de empresa quando sua equipe encontra-se trabalhando de casa, pois as tradicionais interações que se dão entre seus colaboradores, como as reuniões cotidianas, o momento para o cafézinho, as celebrações de aniversário ou ainda o happy hour, deixam de ocorrer tais como nós as conhecíamos. 

No entanto, não é senão a cultura de empresa que permite reforçar a coesão entre as equipes. Por isso, para fazer com que o espírito colaborativo do seu time resista mesmo com o isolamento social, é fundamental encontrar um sistema de comunicação otimizado e único, de modo que todos possam usá-lo a fim de permanecerem unidos apesar das distâncias.

Inclusive, uma sugestão interessante para atenuar a falta de contato presencial entre colegas de trabalho é a implementação de “coffee calls”, isto é, chamadas de áudio ou vídeo breves feitas entre os seus colaboradores nos momentos de intervalo entre uma tarefa e outra, que hão de estreitar os laços de convivência entre eles.

 

Mantenha a comunicação

A comunicação é e sempre será peça chave nas relações profissionais e nos negócios. Com os colaboradores trabalhando à distância, não seria diferente. Para que eles se sintam parte de um todo maior, é importante lembrá-los do quão crucial é o seu trabalho, individualmente falando, para o crescimento da empresa. Mas não só isso.

É igualmente fundamental reunir a equipe em reuniões semanais para discussão de objetivos, metas e resultados da empresa, mas também para conversas mais amenas e agradáveis, que tenham como intenção verificar se todos os seus colaboradores se encontram de fato bem e contando com tudo o que é preciso para que realizem suas funções plenamente. 

 

Escolha boas ferramentas

O sistema de comunicação da sua empresa deve corresponder às necessidades do seu time e, idealmente,fazê-lo de forma simples e unificada.

 Para garantir que todos estejam conectados é preciso, então, escolher boas ferramentas de trabalho, isto é, que sejam de fácil acesso para todos. 

São exemplos de ferramentas úteis durante o isolamento social: Google Drive (para realização de projetos colaborativos), Hangouts e Zoom (para reuniões), Trello (para estabelecer metas e objetivos conjuntos).

 

Gestão baseada na confiança

Confiança, em ambientes profissionais, é tanto mais sobre proximidade entre líderes e colaboradores e conhecimento mútuo do trabalho realizado por cada um dos envolvidos do que qualquer outra coisa. 

Sabendo disso, hoje, mais do que nunca, dados os novos moldes de trabalho que envolvem produção de saberes, produtos e serviços à distância, fica ainda mais evidente o quão indispensável é a confiança recíproca entre funcionários e gestores para que, em uma empresa, tudo funcione bem.

Afinal, se você não acredita no seu colaborar, e fica constantemente inquieto pensando sobre o que ele deve estar desenvolvendo em sua casa, por si só isso já é problemático, pois você, enquanto líder, estará empregando mal o seu próprio tempo de trabalho, que poderia estar sendo aplicado diferentemente de forma muito mais efetiva para o avanço do desempenho da sua equipe.

Assim, confiança em tempos de home office tem muito a ver com autonomia. Autonomia para que seus colaboradores trabalhem dando o melhor de si, focando-se menos em horários, e mais em resultados.

Devemos nos lembrar que, agora, nossos funcionários provavelmente trabalham em meio às suas famílias e filhos, enfrentando condições de trabalho diversas, e talvez o momento em que eles sejam mais produtivos difira um pouco do horário comercial que eles costumavam cumprir antes do isolamento social. 

Caso eles não exerçam na empresa algum tipo de atividade que exija interação com clientes em horários mais tradicionais, deixe-os livres para performar sem restrições improdutivas. 

 

Torne os processos claros

Forneça uma direção única bem como a estrutura devida para que as coisas possam avançar.  Seus colaboradores precisam de uma orientação clara sobre o que é esperado deles em termos de objetivos e metas.

Se conseguimos alinhar nossas expectativas com as de nossos colaboradores, não só será mais fácil mantermo-nos motivados à distância, como também conseguirmos coordenar de maneira orgânica a organização do trabalho remoto.  

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos.